Contribuições da Psicologia para a Qualidade de Vida

O termo “Qualidade de Vida” tornou-se um conceito que abrange diversas áreas, podendo ser intelectual, espiritual, física, mental ou financeira. Na perspectiva Psíquica, Qualidade de Vida  depende totalmente da personalidade de cada um e tal como para as outras perspectivas, defini-la é uma tarefa complexa, dada a falta de unanimidade sobre o seu significado e à utilização de diferentes termos, que embora não definam Qualidade de Vida sob a perspectiva psicológica, apontam, para essa direção, como é o caso de felicidade e satisfação com a vida, estado de ânimo.

O conceito de  Qualidade de Vida na perspectiva da psicologia se refere a   autoestima e respeito pelo seu semelhante, a saber ultrapassar as adversidades da vida mantendo o equilíbrio mental, a saber aproveitar os momentos de felicidade, a saber manter relações sociais, a ter boas expectativas em relação ao futuro,  ser fiel a si próprio.

Qualidade de vida encontra-se, assim, dependente do indivíduo e da sua interação com os outros e com a sociedade. Neste sentido, para a OMS (1995) a “Qualidade de Vida é a percepção que o indivíduo tem da sua posição na vida, no contexto da cultura e do sistema de valores nas quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações.” Os critérios para avaliar Qualidade de Vida pelo viés  psicológico são, por exemplo, os relacionados com a imagem corporal, a atividade profissional, a capacidade para realizar atividades de vida diárias, a mobilidade, a capacidade para manter relações com os outros, a saúde e os aspectos que cada um considera contribuir para a sua felicidade.

Os avanços tecnológicos na medicina auxiliaram bastante a aumentar a longevidade da população e, durante um bom tempo, o foco mudou para “quantidade de vida” ao invés de “qualidade de vida”. Melhorar as técnicas para fazer diagnósticos mais precisos faz parte dessa evolução, mas o que dizer sobre viver a vida sem ansiedade, estresse ou tensão constante?

Para a maioria das pessoas que levam uma vida considerada comum hoje em dia, ou seja, conciliada entre trabalho, cuidar da casa, estudo, entre outras tarefas, o desejo mais comum é conseguir administrar a ansiedade e baixa autoestima gerada pelo estresse do dia a dia. Embora não seja considerado uma doença de fato, o estresse pode desencadear doenças neuropsiquiátricas como depressão e transtorno da ansiedade, e sentimentos de baixa autoestima, de culpa, desânimo e falta de motivação.

Ter dúvidas, dificuldade de compreender certas situações ou se sentir com baixa autoestima é perfeitamente normal para qualquer ser humano. O problema começa quando essas condições são frequentes e impedem a realização de tarefas simples, afetando a Qualidade de Vida. Se sentir necessidade de “colocar as ideias no lugar”, procure um psicólogo com o qual se sinta bem e confortável. Certamente será peça importante na busca por equilíbrio em todas as áreas da vida.

 

Thais Martins Santos
CRP 04/ 24-638
Psicóloga 

Benefícios da Atividade Física


A atividade física pode te proporcionar inúmeros benefícios entre eles melhora da circulação sanguínea, fortalecimento do sistema imune, aumento do metabolismo, diminuição do risco de doenças cardíacas, fortalecimento dos ossos e ajudar a emagrecer.

Quem está acima do peso deve praticar exercícios pelo menos 5 vezes por semana de no mínimo 40 minutos, para poder queimar gordura. Idosos também podem fazer exercícios e os mais indicados são aqueles que estão de acordo com a funcionalidade do corpo. Em caso de dor nas articulações, deve-se dar preferência aos exercícios na água, como natação ou hidroginástica.

Os exercícios devem ser realizados por todos, de todas as idades e de forma regular, mas antes de começar a praticar exercícios, deixando de ser sedentário, deve-se marcar uma consulta médica para verificar as articulações e o funcionamento cardíaco, porque alguns pacientes só devem fazer exercícios com auxílio do professor de Educação Física habilitado.

Além disso, a atividade física também pode ser benéfica para quem sofre de dor nas costas, ajudando a reduzir a dor, corrigir a postura e a alongar os músculos.

Luiz Cláudio dos Santos
Profissional de Educação Física
CREF 026677- G/MG

PERMITA-SE MUDAR E SER FELIZ

Estamos em constante busca. Buscando a satisfação pessoal e profissional, a paz espiritual, saúde, qualidade de vida, amor, equilíbrio, evolução e a vida perfeita. Porém, por vezes, permanecemos no conforto do que conhecemos, do que já é de nosso costume, mesmo quando desejamos e necessitamos muito mudar algo.  Seja pelos obstáculos e dificuldades encontradas, pelas auto sabotagens ou por medo do que a mudança pode nos causar.

Se abrirmos a janela do novo e conseguirmos enxergar o mar de possibilidades existentes, vamos nos encantar pelo que a mudança irá nos trazer. Mas comece aos poucos. Mude seu corte de cabelo, troque o estilo de roupa, use uma cor que nunca usou antes, mude seu estilo de vida, calce um tênis e pratique um esporte que lhe traga prazer. Prove frutas e vegetais que nunca imaginou comer, experimente novos sabores de comida e mude seus hábitos alimentares. Permita-se visitar novos lugares, conhecer outras pessoas. Mude a forma como olha o amanhecer e você enxergará outra paisagem, outro ponto de vista.

Por exemplo, quando falamos em mudança de estilo de vida, de comportamento, não estamos falando apenas da mudança corporal, e sim, da mudança da forma de pensar sobre o que é saúde, como chegar a um corpo saudável. Entender que bons hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos melhoram a qualidade de vida além de funcionarem como fator protetor se forem adotados ao longo da vida. Ou seja, as nossas escolhas e a maneira que a compreendemos nos levam a mudança e o desenvolvimento pessoal que tanto buscamos.

Mas para se ter uma mudança de atitude de forma efetiva, assertiva e saudável até que se torne parte de nós, é preciso aprender e aceitar o novo. E, para aprender algo novo é necessário dedicar tempo a essa tarefa, é preciso praticá-la e persistir. É primordial traçar um objetivo suportado num planejamento e com passos bem definidos que descrevam as ações a tomar. Essas ações devem estar definidas no tempo, serem específicas e acima de tudo dependerem de você.

Mudar não é perder a personalidade, e sim, querer ser alguém que se permite, se permite o privilégio de provar o novo, o desconhecido. Mudar significa muito mais do que fazer um teste, mudar é provar que sim, que é possível reaprender a cada instante e evoluir, trazendo conosco hábitos saudáveis, qualidade de vida, bem estar, além da felicidade que tanto almejamos.

Mais uma semana se inicia….são novas oportunidades, novas conquistas, novos motivos para sorrir, fazer e ser diferente. Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você. Estimule-se, incentive-se, motive-se!!!

Jeniffer S.Cornélio

Enfermeira

Ter disciplina é cuidar da sua vida!

Sem disciplina é praticamente impossível cumprir qualquer meta. Pode-se ter perseverança, talento, esforço, dedicação, mas a disciplina é o mais importante.

Mas o que é ter disciplina? Temos ideia do impacto positivo que ter disciplina nos acarreta?

De acordo com a literatura, disciplina é ordem, regra, responsabilidade, condicionamento, princípio, dentre outros significados.

Para uns ter disciplina pode ser algo difícil, pois exige manter-se firme num propósito, controlar-se, o que, às vezes, não é fácil. Ter disciplina é não desviar dos objetivos.

Uma boa notícia é que disciplina pode ser aprendida. Como se fosse um “músculo”, quanto mais treinamos em ser disciplinado, mais temos foco no que buscamos, mais temos boas atitudes diante das dificuldades e do cotidiano.

Escolher, aceitar o que precisa ser melhorado e/ou o que se quer alcançar é o primeiro passo. Criar um planejamento com metas alcançáveis nos permite perceber que somos capazes e nos motiva a continuar, focar no presente e pensar no futuro. O que passou ficou para trás.

A disciplina é uma qualidade comum às pessoas de sucesso, pois as tornam confiantes, seguras, produtivas, mas acima de tudo, é preciso praticar a disciplina.

Se você quer emagrecer, focar nos estudos, ter melhores resultados no trabalho, conquistar algo em especial, pratique a disciplina. Você verá o quanto fará diferença em sua vida!

 

Fernanda Dias
Psicóloga Clinlife
CRP 04/27335

 

 

RECEITA DE PIZZA FIT

Para comemorarmos o dia da Pizza, nada melhor do que  desfrutarmos de uma opção bem saborosa e saudável, confiram a receita:

PIZZA FIT DE BATATA DOCE

MASSA:
Ingredientes:
2 colheres de sopa de batata doce cozida e amassada
2 ovos (Passe eles na peneira para retirar a película da gema para tirar o cheiro)
2 colheres de sopa de farinha de aveia ou farinha de arroz para intolerantes ao glúten
1 colher de sobremesa de fermento em pó
5 colheres de sopa de água.

MODO DE PREPARO:
Misture tudo, deixando o fermento em por último, use um garfo ou bata tudo no liquidificador, adicione o fermento e misture. Coloque a massa na quantidade que cobra o fundo da frigideira anti-aderente untada com manteiga. Em fogo baixo, deixe por cerca durante 2 minutos e vá soltando as laterais e faça o mesmo com o outro lado. Dependendo do tamanho da frigideira rede até 5 mini pizzas.

Depois é só colocar o recheio de sua preferência e levar para o forno em uma forma durante 10 minutos.

Sugestão de recheio:frango cozido e desfiado, mussarela de búfala, tomate, orégano e folhas de manjericão.

 Ludimila Oliveira

Nutricionista Clinlife CRN9 13325

Conheça os benefícios da caminhada

A caminhada é um exercício físico que não tem custo e é muito fácil de ser praticado. A maioria dos cardiologistas recomendam sua prática.

É possível caminhar em parques, nas ruas, praças, pistas ou, até mesmo, na esteira que está parada na sua casa.

Vamos conhecer os benefícios dessa atividade?

Benefícios da caminhada:

- Melhora o condicionamento físico geral;
- Auxilia na perda de peso;
-Melhora a circulação sanguínea;
- Diminui a ansiedade e estresse;
- Melhora a postura corporal;
- Combate a hipertensão arterial;
- Fortalece os ossos.

Esses benefícios ocorrem quando a pessoa realiza a caminhada durante duas horas e meia durante a semana (150 minutos), cerca de 30 minutos diários. Também é necessário manter uma alimentação equilibrada, com ingestão de poucas calorias.

Benefício para gestantes

A caminhada também benefícios para mulheres gestantes como, redução do inchaço nos pés, melhora no sono, redução da ansiedade, diminuição do risco de pré-eclâmpsia e diabetes gestacional, além de evitar o aumento do peso em excesso.

Caminhada no inverno: Benefício em dobro

Já estamos no inverno! Com o friozinho, normalmente as pessoas desanimam de praticar exercícios físicos. O que muita gente não sabe é que existem muitos benefícios para quem persiste na prática.

Com o frio, nosso corpo precisa de mais calorias para se manter quente, aumentando o gasto energético. A grande vantagem aqui é que, se mantermos a atividade física, aliada com a dieta balanceada, conseguiremos gastar mais calorias que no verão, potencializando o emagrecimento.

O frio também é ótimo para quem não gosta de ficar transpirando durante a caminhada.

Para evitar qualquer tipo de problema de saúde ou desgaste físico, o recomendado é consultar um médico antes de realizar qualquer tipo de atividade física.

A importância da Enfermagem na Saúde do Idoso

O envelhecimento progressivo da população nos países em desenvolvimento está ocorrendo de forma acelerada, gerando novos desafios e exigências ao sistema de saúde, como também para a sociedade, que precisa ser capaz de promover o envelhecimento saudável e ativo.

Diante disso, foi aprovada em 2006 a Política Nacional da Pessoa Idosa (PNPI), que tem como propósito recuperar, manter e promover a autonomia e a independência dos idosos, através do desenvolvimento de ações de saúde individuais e coletivas, por meio da avaliação e acompanhamento de uma equipe multidisciplinar.

A avaliação interdisciplinar permite uma assistência sistematizada onde se identificam os problemas dos idosos de maneira individualizada, de forma a executar intervenções diretamente relacionadas com o tipo e grau de dependência, considerando sempre a sua participação e autonomia.

Os profissionais da saúde, em especial os enfermeiros, devem abordar o idoso considerando todas as especificidades decorrentes do envelhecimento, pois esta faixa etária, tem como principal característica, a perda gradual da capacidade vital, favorecendo uma instalação muito rápida dos processos patológicos.

A fragilidade da saúde do idoso representa um importante desafio para os profissionais, e seu desenvolvimento é compreendido como decorrente da interação de fatores biológicos, psicológicos, cognitivos e sociais, ao longo da vida, e com potencial para prevenção, identificação e tratamento dos sintomas, tais como fraqueza, exaustão, confusão, alterações comportamentais, da memória e do humor, diminuição da atividade física, perda de peso involuntária, diminuição da velocidade da marcha e do equilíbrio, dentre outros.

Nesse contexto, a saúde do idoso precisa ser compreendida como prioridade, uma vez que ele demanda maior necessidade de cuidados, maior suporte familiar e social, tendo como objetivo a capacitação das famílias para desenvolverem o cuidado de forma efetiva, diminuindo os índices de institucionalização e hospitalização, melhorando assim a qualidade de vida, da saúde mental e o apoio social a esses idosos, permitindo uma longevidade saudável.

Os cuidados para uma pessoa idosa devem visar a manutenção do seu estado de saúde, aumentando a expectativa de vida ativa, independência funcional e autonomia. Assim, o enfermeiro atua, “ajudando em cuidados para que os idosos mantenham e alcancem o seu máximo potencial” (Bahr, 1981).

A atenção da enfermagem está voltada para a PROMOÇÃO DA SAÚDE, promovendo programas de educação para a adoção de estilos de vida saudáveis, relacionados com a alimentação equilibrada, controlo do peso, exercício físico, períodos de repouso e sono, uso de medicamentos e outras substâncias e minimização de danos, de modo a garantir ao idoso a permanência no meio em que vive, exercendo, se possível, de forma independente as suas funções.

A seguir, são funções do profissional da enfermagem:

Identificar as alterações comportamentais e intervir criando rotinas, com precauções de segurança, adaptando o ambiente, promovendo exercícios de estimulação cognitiva, etc.

Orientar sobre a prestação de cuidados relacionados à higiene, alimentação, hidratação, mobilidade, eliminação, incentivando o autocuidado, assim como lidar com a dependência nas tarefas domésticas, uso de transportes, etc.

Promover a autoestima, dando reforços positivos e preservando, sempre, a sua dignidade.

Realizar o acompanhamento farmacoterapêutico do paciente idoso para a administração correta dos medicamentos no domicílio, favorecendo o esclarecimento de dúvidas, evitando a não adesão e proporcionando maior efetividade na aplicação de medidas terapêuticas.

Na prática, a importância do enfermeiro está ligada ao processo de educação para a realização do autocuidado, implementando a comunicação do paciente e a verbalização dos seus problemas. O enfermeiro pode ser identificado como um elemento de confiança no compartilhamento dos problemas e questões de ordem física, social, emocional e familiar.

Na maioria das vezes, as pessoas idosas esperam da enfermagem, predominantemente ações não técnicas; desejam não só esclarecimentos para suas dúvidas, mas, também, de alguém que amenize seus anseios.

Entende-se que o idoso tem como necessidade receber uma assistência e um cuidado especial. Porém, aos olhos deles, a relação profissional não deve estar focada somente na questão biológica (como tratamento da doença ou alívio dos sintomas), embora isso faça parte de sua atenção. Mas ser principalmente uma pessoa capaz de acolher, em uma relação humanizada, de compreensão e confiança, havendo assim uma valorização interpessoal, tendo por referência a cultura dos idosos e a participação deste nas decisões a serem tomadas.

Tarliane Melo – Enfermeira

Coren MG 492525

COMO APROVEITAR AS FESTAS JUNINAS SEM EXAGERAR?

   Estamos no mês de junho, mês da típica festa brasileira que junta famílias em volta de brincadeiras, quadrilhas, correio elegante prendas, musicas e MUITA comida.  As festas juninas são repletas de alimentos calóricos e guloseimas de todos os tipos: Maçã do amor, pá de moleque, canjica, milho verde e entre outras. Para quem está em tratamento contra obesidade ou sobre peso, o período requer atenção para não cair nas “tentações” das festas juninas. Para aproveitar os deliciosos pratos dessa festa, sem sabotar a dieta e ainda manter a alimentação saudável, vou dar dicas de melhores tipos de preparações:

 

Pé de Moleque de Micro-ondas

Rendimento: 13 porções Calorias por porção: 133 Kcal

Ingredientes: 2 colheres (sopa) de adoçante de forno e fogão 2 colheres (sopa) glucose de milho 1/2 xícara (chá) água 250 g amendoim (sem casca) torrado e triturado (deixe alguns inteiros) 1 pitada sal 2 colheres (sopa) margarina light óleo para untar a forma 1 colher (chá) bicarbonato de sódio Modo de Preparo: Misture o adoçante, a glucose de milho, a água e leve ao micro-ondas por 12 a 15 minutos, em potência alta, mexendo a cada 4 minutos até formar uma calda grossa e dourada. Junte o amendoim, a margarina e o bicarbonato, mexa bem e espalhe em forma untada. Depois de frio, corte em pedaços.

O amendoim traz diversos benefícios à saúde, pois contém vitamina E, é um poderoso antioxidante e sua gordura é muito importante. É através dessa gordura que as vitaminas A, D, E e k são absorvidas. A iguaria é também rica em proteínas e em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a reduzir o mau colesterol (LDL).

 

Canjica Light

Rendimento: 12 porções Calorias por porção: 232 Kcal

Ingredientes: 500 g de milho para canjica 1 1/2 xícara (chá) de leite em pó desnatado 1 e 1/2 xícara (chá) de água 4 xícaras (chá) de leite desnatado 1 xícara (chá) de adoçante de forno e fogão 1 vidro de leite de coco light 2 paus de canela grandes 5 cravos da índia 1 colher (sopa) de margarina light Modo de

Preparo: Deixe os grãos de molho em água, de véspera. Cozinhe-os em água suficiente (cerca de uma hora e meia a duas horas em panela comum, 30 a 45 minutos em panela de pressão), com o cravo e canela. Bata o leite com o leite em pó, o adoçante e o leite de coco, no liquidificador. Quando os grãos estiverem macios, junte o batido de leite e a margarina e deixe ferver, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo. Ferva por cerca de 10 minutos e desligue o fogo. Deixe descansar por uma hora, antes de servir.

A canjica é fonte de fibra dietética, contém baixos índices de colesterol e pequena porção de gordura saturada, porém, com ingredientes como leite, leite de coco e açúcar, este é um dos alimentos mais calóricos da época. Mas na canjica light utilizamos leite desnatado, margarina light e deixamos a preparação BEM MAIS SAUDÁVEL!

 

Shellen Pollyanna

Nutricionista – CRN 14676

CINCO MOTIVOS PARA TREINAR MUITO NO INVERNO

1- Projeto verão começa no inverno
Nos dois primeiros meses de treino, você conquista resultados funcionais: a postura, a capacidade cardiorrespiratória e a habilidade motora melhoram; a flexibilidade, a força e a resistência muscular aumentam e você tem mais disposição e energia. Os resultados estéticos começam a surgir depois. Por isso, a chegada do inverno é o momento ideal para dar início ao chamado “projeto verão”. Assim, você tem tempo de traçar um treinamento de acordo com os seus objetivos, colocá-lo em prática de forma efetiva e conquistar resultados expressivos.

2- Metabolismo em alta
Para manter a temperatura interna do corpo em 37°, nosso metabolismo aumenta no inverno. O lado bom disso é que as nossas reservas de energia são “queimadas” para manter nosso corpo quente. Por outro lado, passamos a comer mais alimentos calóricos, justamente para repor esta reserva de energia. Treinando no inverno, você consegue a disciplina necessária para manter uma dieta equilibrada e usar este gasto calórico extra a seu favor, para obter uma redução de gordura.

3- Fora gripes e resfriados!
As atividades físicas fortalecem nosso sistema imunológico, potencializando os mecanismos de defesa do nosso organismo e auxiliando no combate às doenças comuns do inverno, como gripes e resfriados. Aquino Blog da Trainer já destacamos os benefícios da natação nesta época do ano, pois o vapor de água eliminado pelas piscinas umidifica o ambiente, evitando lesões na mucosa do trato respiratório e, consequentemente, infecções virais.

4- Bom humor e disposição
No inverno, nossa vontade é ficar em casa, debaixo das cobertas (acompanhados de um “cobertor de orelha”, de preferência), certo? Para ter mais disposição, nada melhor do que uma boa dose de endorfina no corpo. Alguns estudos mostram que a endorfina é liberada de 24 a 48 horas após o treino. Por isso, quem treina com frequência sente os benefícios durante toda a estação.

5- Shape bacana o ano todo
Quem treina no inverno elimina o efeito sanfona, fica com o corpo bonito e a saúde em dia o ano inteiro. Por isso, não deixe estes três meses de friozinho atrapalhar seu treinamento e venha para a academia pelo menos três vezes por semana.

Fonte: Blog da Trainer

 

 

Luiz Cláudio dos Santos

Profissional de Educação Física

Cref: 026677- G/MG

Multiplicidade de papéis, saúde e qualidade de vida da mulher moderna

Pixabay/Creative commons

Reconhecimento profissional, satisfação pessoal e qualidade de vida são alguns dos desejos das mulheres do Século 21. Casadas ou solteiras, elas enfrentam carga de estresse alto com as múltiplas jornadas impostas pela vida moderna, com as obrigações no trabalho, com a família ou amigos e os estudos. Assim, os cuidados pessoais e a prevenção da saúde se fazem imperativos para que alcancem seus objetivos.

Ter um estilo de vida saudável é imprescindível para conseguir chegar aos 100 anos com saúde física e mental e de bem com o seu corpo. E como nunca é tarde para realizar mudanças na vida, que tal começar a fazê-las agora?

Nossos hábitos dizem muito sobre quem somos, como costumamos trabalhar e sobre quais as expectativas que temos em relação ao mundo e às pessoas. Para que possamos ter sucesso em nossas atividades diárias, seja nas profissionais e ou pessoais, é preciso que identifiquemos bons hábitos e os maus, tanto para reforçar alguns comportamentos quanto para podermos nos desprender deles e adotar novos e melhores hábitos.

Quanto melhores forem estes hábitos, mais felizes poderemos ser! É preciso muita força de vontade para modificar maus hábitos. Primeiro precisamos identificar quais são as atitudes que nos prejudicam. Por exemplo, adiar nossos compromissos sem necessidade, não separar um tempo para realizar refeições, momentos de lazer ou até mesmo ir dormir muito tarde, insistir em terminar alguma tarefa quando já não temos mais energia para isso. Esses são comportamentos habituais que não ajudam no sucesso de nossas atividades e que precisam ser modificados. Nossos hábitos só podem ser alterados através de muito esforço. Toda mudança exige vontade e disciplina, mas vale à pena.

E sabe aquela história de que tudo o que consumimos reflete diretamente na nossa saúde? Pois bem, isso é verdade. Manter uma alimentação saudável, praticar atividade física  e cuidar da saúde na juventude são fatores essenciais para chegar à terceira idade com muito mais vigor, energia e livre de doenças. Além disso, a aquisição de bons hábitos alimentares aumenta a disposição para o desenvolvimento de tarefas no seu dia a dia.

Praticar atividade física, para muita gente, é um desafio. Falta de vontade, preguiça ou um histórico de resultados ruins são as principais justificativas para adiar o início do treino. Mas, todos esses fatores desaparecem quando o engajamento aos exercícios realmente acontece.

Quem vence as dificuldades só tem a ganhar com o fim do sedentarismo. A prática de atividades físicas queima calorias, controla a saúde, acelera o metabolismo e tonifica os músculos. Os exercícios regulares melhoram a qualidade de vida e são essenciais para a longevidade.

Neste contexto, o check-up médico também é uma ferramenta preventiva fundamental para conhecer os fatores de risco para à saúde, buscando corrigi-los com a mudança no estilo de vida. Exames regulares permitem avaliar o corpo como um todo, levando em conta o lado emocional e sinalizam os impactos do estresse na saúde de cada um. As mudanças na rotina quanto a otimização da saúde serão observadas no check-up. Aproveite o momento e adquira novos hábitos para a sua vida.Melhor que curar é prevenir. Este é o caminho para se ter uma longevidade saudável.

 

Jeniffer S. Cornélio

Enfermeira

Coren-MG 212.311