A Mentira que Engorda

Algumas pessoas em processo de emagrecimento mentem para si e para os outros sobre a ingestão de alimentos para não admitir suas falhas e recaídas. Esta questão não é tão simples como pode parecer, pois compromete a perda de peso e pode inviabilizar o emagrecimento.

Desta forma, faz-se interessante compreender a função da mentira na vida do obeso e os prejuízos causados por ela. Esta reflexão pode conduzir a uma maior percepção deste comportamento e permite reavaliar atitudes.

Vale ressaltar que podem existir dois tipos de mentira no caso do emagrecimento sendo assim apresentadas:

1- A mentira consciente ocorre quando o obeso está ciente de que se alimentou de forma incorreta e tenta convencer a si mesmo e aos outros de que o fato não ocorreu. Após consumir grande quantidade de alimentos calóricos, recusa-se a reconhecer o exagero. Procura se enganar prometendo que no dia seguinte “tudo será diferente”. Mas no dia seguinte não consegue fazer diferente.

2- A mentira inconsciente muitas vezes não é considerada uma mentira pelos psicoterapeutas, por se tratar de um mecanismo de defesa inconsciente e não voluntário. Ela ocorre freqüentemente no caso de clientes compulsivos, que não conseguem perceber o que realmente comem. É uma negação e não propriamente uma mentira. Trata-se de uma defesa contra a angústia de não controlar o que se come. Esse comportamento dificulta a orientação ao cliente quanto às inadequações de seu hábito alimentar, visto que antes é necessário faze-lo perceber a existência do mecanismo de defesa.

Apesar de sabermos da existência das duas formas, deve-se ter a clareza de que  a honestidade é um fator fundamental no processo de emagrecimento. O indivíduo tem que ser capaz de encarar de frente suas dificuldades e suas recaídas. para só assim conseguir vence-las. Além disso é preciso refletir sobre as conseqüências das mentiras que contamos a nós mesmos e aos outros e, quando necessário, redirecionar os esforços para conseguir alcançar os objetivos traçados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *