A Nutrição e o envolvimento com a modulação hormonal

Existem 3 tipos de estrógenos : estrona, estradiol e estriol. Há um balanço entre eles e que muitas vezes a alimentação pode contribuir para alterar este equilíbrio. Precisamos de alimentos que regulem este equilíbrio, reduzindo níveis dos maus e aumentando os níveis do bom estrógeno.

Os alimentos que podem contribuir para o equilíbrio hormonal são:

  • VEGETAIS CRUCÍFEROS: brócolis, rúcula, couve-flor, repolho, aipo, couve, alho porro, mostarda em folhas. Aspargos e espinafre, mesmo não sendo crucíferos auxiliam no aumento do bom estrógeno. Os vegetais crucíferos contem indol-3-carbinol, um fitonutriente que ajuda a reduzir os níveis de estrogênio ruim, mantendo equilíbrio entre eles.
  • FRUTAS CITRICAS – o fotoquímico (óleo presente na casca) responsável é o limoneno, que auxilia na eliminação do excesso de estrogênio. As principais fontes são o limão, lima e a laranja.
  • FIBRAS INSOLUVEIS – estas fibras ajudam a varrer através do intestino o excesso de estrogênio produzido pelo corpo. As fontes vêm de todos os cereais integrais: trigo integral, farelo de trigo, centeio, arroz integral, semente de abóbora, cenoura, abóbora, abobrinha, pepino, aipo e tomate.
  • LIGNANAS – as boas bactérias de nosso intestino convertem as lignanas (um tipo de fibra) em substâncias que funcionam como moduladores hormonais, atuando nos receptores. Quando os níveis de estrogênio estiverem baixos elas ajudam a melhorar os níveis e quando houver estrogênio em excesso, ajudam na eliminação deste. Fontes: sementes de linhaça, gergelim, girassol que devem estar moídas para melhor aproveitamento.
  • AUMENTAR o consumo de PROTEÍNAS de boa qualidade como ovos e peixes (pode ser sardinha, atum) O ideal é que incluíssemos uma fonte de proteína nas principais refeições para manter níveis adequados da glicose no sangue. Mas, cuidado com o excesso de carne e frango, alimentos que contem altos teores de xenoestrógenos (hormônios sintéticos que podem vir do pasto e ração dos animais) Prefira consumir produtos orgânicos. São consideradas fontes de proteína os feijões, lentilhas, grão de bico, tofu, nozes e amêndoas.
  • FRUTAS: comer no mínimo 2 porções ao dia por fornecer fibras, baixo teor de sódio e alto teor de vitaminas e antioxidantes. Inclua mirtilo, pêra, banana, maçã, abacate, uva.
  • ÁGUA: de 6 a 8 copos ao dia – se nossa intenção é eliminar excesso de toxinas, precisamos de um transportador deste para fora do corpo e a água faz isso, ajuda os rins e o intestino na eliminação.

O QUE DEVE SER EVITADO:

Cafeina em excesso, açúcares simples e farináceos brancos, gorduras saturadas e vegetais hidrogenadas, álcool em excesso, produtos de soja em demasia.

Estas substâncias contribuem para aumentar os níveis de estrogênio circulantes e promovendo desequilíbrio entre eles.

Texto adaptado do site médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *