ÁGUA COM GÁS – faz mal para saúde?

Apesar de ser vista com certa desconfiança, a água com gás não faz mal. Assim como qualquer outra bebida, só traz malefícios se for consumida em exagero. Pessoas que não tem intolerância ao gás podem beber esta água sem problemas, já que ela possui as mesmas propriedades de hidratação que a água natural.

Quem possui problemas gastrintestinais não é aconselhável beber muito, pois o gás em excesso pode irritar as mucosas do estômago e piorar o problema.

Muitas pessoas confundem a água com gás com refrigerante por ambos possuírem gás e com isso, acham que após beber sentem-se inchadas, por isso a maioria acaba optando por não consumir. O que é um engano, pois o que engorda não é o gás e sim as calorias do açúcar contido na bebida, que é o caso dos refrigerantes.

A água com gás não possui nenhum tipo de açúcar e tanto a gaseificada como a natural, não possuem nenhum tipo de caloria, assim não engordam e muito menos incham o corpo após serem consumidas, além de serem mais saudáveis que o refrigerante.

A água tônica e a água mineral com gás também têm sido relacionadas com a diminuição da absorção de cálcio dos ossos. Será que isso é verdade?

A teoria diz que o fosfato usado para realçar o sabor de algumas bebidas gaseificadas pode interferir na absorção de cálcio, causando a descalcificação dos ossos. Felizmente, não há provas de que uma alta ingestão de fosfato afete o metabolismo ou a densidade óssea.

Estudos recentes revelam que o consumo de água gasosa não interfere na absorção de cálcio. Além disso constatou-se que quanto mais refrigerante a base de cola uma mulher bebia, menor era a sua densidade óssea. As mulheres que bebiam mais refrigerantes de cola não bebiam menos leite, mas elas tinham, de fato, uma ingestão menor de cálcio.

Segundo a editora chefe de publicações sobre saúde feminina da Universidade de Harvard, Celeste Robb-Nicholson, o consumo de água gaseificada parece não contribuir para um aumento na incidência de osteoporose ou fraturas em mulheres. Os autores do estudo com os refrigerantes de cola sugeriram que pode ser a cafeína dessas bebidas a responsável por reduzir a densidade óssea de quem bebe esse tipo de refrigerante.

Portanto, sinta-se à vontade quando for beber uma água com gás, mas não exagere nas bebidas com cafeína, gaseificadas ou não.

Uma dica para um dia quente é misturar água gasosa com limão e gelo. A bebida fica refrescante e saborosa.

Curiosidade:

Gaseificação artificial da água:

1. A água mineral retirada da fonte é armazenada em um reservatório;

2. O líquido é bombeado até o chamado desairador, onde o oxigênio dissolvido na água é retirado para dar lugar ao gás carbônico;

3. No resfriador, a água tem sua temperatura abaixada para 5ºC, para facilitar a absorção do gás carbônico;

4. O carbonatador é um tanque pressurizado, alimentado por CO2, para onde a água resfriada é borrifada. A pressão e a temperatura permitem que o CO2 ocupe o espaço que antes era do oxigênio;

Fonte: texto adaptado – http://www.medclick.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *