Alecrim ajuda a reduzir toxinas em carne grelhada

Sabe-se que cozinhar a carne em altas temperaturas cria toxinas chamadas aminas heterocíclicas, que têm sido associadas a alguns tipos de câncer. Marinar a carne diminui o risco ao evitar a formação das toxinas. Porém, um ingrediente que faz grande diferença é o alecrim. Estudos mostram que adicioná-lo à carne bovina e outros tipos de carne antes de grelhar, fritar ou assar reduz significativamente aminas heterocíclicas.

Em um estudo publicado no “The Journal of Food Science in March”, cientistas testaram extratos de alecrim em tortinhas de carne que eram cozinhadas em temperaturas entre 190 graus e 204 graus Celsius. O extrato foi adicionado a ambos os lados da carne antes do preparo. Quanto maior a concentração, maior a redução nas aminas heterocíclicas (em alguns casos, houve redução de mais de 90%).

Cientistas atribuem o resultado a antioxidantes específicos presentes no alecrim: ácido rosmarínico, carnosol e ácido carnósico. Outro estudo, realizado há dois anos, comparou vários marinados e descobriu que um dos que mais protegiam era uma mistura caribenha, que, como eles escreveram, “continha quantidades consideráveis” dos mesmos três antioxidantes.

DICA: Se você não gosta muito de alecrim, ou tem alergia, tente fazer marinados com alho, cebola ou suco de limão. Segundo estudos, essas opções também são eficazes (cebola e alho muito mais do que suco de limão).

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *