Alimentação antes e depois do treino!

 

Quando o assunto é malhação, principalmente os treinos de força,  algumas perguntas estão sempre em pauta. Uma delas é o como obter resultados mais rápidos e, por consequência, queimar calorias e diminuir medidas em menos tempo.

Embora exista uma série de outros elementos que irão influenciar no seu treino, uma coisa é fato: comer os alimentos certos antes e depois de suar a camisa é tiro e queda para ficar de bem novamente com o espelho!

Pois é, apesar da alimentação ter um papel super importante na manutenção do peso, a grande maioria das pessoas ainda acredita que a melhor forma de perder peso é malhar muito e comer pouco. Mas, o que poucos conseguem compreender é que isso não é a chave para manter a forma física tão sonhada.

O segredo para conquistar um corpo delineado está exatamente em comer corretamente e praticar exercícios de forma moderada, porém regular. E, não é só isso, alguns alimentos ainda podem contribuir para a construção da massa magra e recuperação muscular. Lembre-se, assim como qualquer máquina, o corpo precisa de manutenções constantes.

Para os que relutam em comer antes do treino por achar que a queima calórica será maior, estudos comprovam que o corpo queima a mesma quantidade de gordura, comendo ou não. Vale ressaltar que se o seu objetivo é adquirir massa muscular, treinar de estômago vazio não é o indicado para quem quer resultados eficientes.

Quando estamos com fome o organismo passa a usar a proteína do músculo. Então, quando isso ocorre, você perde massa muscular, o que não é a melhor escolha se você quiser transformar a gordura em massa magra, sem contar que você está deixando de abastecer seu corpo de forma que ele suporte os treinos sem se sentir fraco ou fadigado.

Como já sabemos, saco vazio não para em pé, sem contar que a escolha de malhar com o estômago vazio é pura balela. Mas, o que comer antes do treino?

As melhores refeições pré-treino são aquelas que possuem algum tipo de carboidrato complexo (cereais integrais) e proteína (carnes, leite e derivados). Então, se você vai malhar, as opções para manter o corpo a todo o vapor durante o treino são: arroz integral; feijão preto; batata-doce; brócolis; banana; maçã; grão de bico; aveia; entre outros. Mas tenha cuidado com a quantidade!

Agora, não é porque você chegou em casa exausto do treino que pular a última refeição será permitido. Para os esquecidinhos, vale lembrar que durante a prática de exercícios o seu corpo utiliza a energia armazenada na musculatura, conhecida como glicogênio, responsável por manter o seu pique durante as aulas de musculação ou ginástica.

Ingestão de proteínas e carboidratos – entre 30 minutos e uma hora – é um verdadeiro elixir para os seus músculos cansados, pois recarrega as reservas de energia, repara os músculos trabalhados e, de quebra, ajuda acelerar o metabolismo e queimar ainda mais calorias.

O segredo para manter o corpo em forma é a moderação. Por isso, cuidado com a quantidade de alimento que você vai colocar no prato.

A refeição pós-treino ideal deve ser feita logo após os exercícios e deve conter proteínas e apenas um pouco de carboidrato. Não tem ideia do que comer? Uma boa dica para quem quer perder gordura e conquistar massa magra é apostar nas vitaminas, uma vez que são ótimas opções para serem transportadas, assim você pode fazer uma boquinha no caminho de casa e não perde o ‘timing’ no processo.

Use a imaginação e bata no liquidificador aquela fruta que você tanto gosta com leite ou iogurte – proteína – e acrescente uma colher de sopa de algum carboidrato, como a aveia ou quinua, por exemplo.

Juliana Castilho

Nutricionista Clinlife

CRN 4524

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *