ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NÃO SAI DE FÉRIAS!

Férias, quem não gosta delas? Quando falamos de férias vem logo o sinônimo de descanso, busca por um maior bem-estar, momentos de lazer, de diversão, de novas alegrias e renovação das energias. Mas… onde está a preocupação com a alimentação nas férias?

Há quem pense que neste período  a boa alimentação também “entra de férias”, puro engano: com mais tempo para pensar em si mesmo, o melhor é pararmos para reavaliar como anda nossa alimentação, buscando assim um equilíbrio capaz de aumentar os benefícios de  umas boas férias.

O ideal é evitar armadilhas e é fundamental resistir  às tentações. Sendo assim, a alimentação deve continuar nos horários certos, não se permitindo “comer com os olhos”.

Siga as dicas!

  • Evite “pular” o café da manhã, pois a primeira refeição deve garantir a energia necessária para aproveitar o dia inteiro;
  • Procure manter a rotina: horário para acordar, para fazer as refeições, para se divertir e para dormir;
  • Mastigue bem os alimentos;
  • Escolha sempre os alimentos de estação, principalmente as frutas, verduras e legumes;
  • Não se deixe levar pela gula:  faça uma lista para comer somente o que é realmente necessário (evite comer demasiadamente aquela comida tão gostosa da vovó );
  • Não fique mais de quatro três sem se alimentar: seu metabolismo começa a ficar lento depois deste período;
  • Prefira alimentos integrais, pois eles  contêm mais nutrientes e fibras, que fazem  bem para o organismo;
  • Crie pratos novos e busque sempre introduzir os cereais integrais em suas refeições;
  • Evite comer certo tipos de alimentos em exagero, como chocolates, doces, salgadinhos, frituras. Estes tipos de alimentar dever ser também pouco utilizados na dieta infantil. etc.

Se for viajar, veja mais dicas!

  • Evite que fique beliscando besteiras o dia inteiro;
  • Procure manter as 5 a 6 refeições ao dia;
  • Permita-se comer coisas que tem vontade, mas tenha cuidado para não exagerar;
  • Hospedar-se em casas de familiares é um perigo, principalmente na “temível” casa da vovó, a maior vilã da dieta da criançada
  • Se estiver viajando, portanto fora de seu hábito alimentar de rotina, não exagere ao querer experimentar novos pratos, pois pode causar indigestão;
  • Realize atividades físicas, ao menos uma caminhada.

E lembre-se: apesar de férias serem sinônimo de diversão, não podemos nos descuidar de nossa saúde.

Caso contrário, no final das férias, novamente estaremos com a consciência pesada por termos adquirido aqueles “quilinhos a mais” indesejáveis. Curta as férias da melhor maneira possível, aprendendo que a energia não vem somente do lazer momentâneo, mas também da boa alimentação que você deve continuar a ter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *