As escorregadas na dieta

O processo de emagrecimento envolve inúmeras variáveis além da simples dieta em si. Mudar hábitos antigos e muitas vezes completamente contrários aos necessários para ter sucesso no emagrecimento é um desafio e tanto.

Além disso, existem questões emocionais que, inconscientemente levam as pessoas a viver em um ciclo de idas e vindas na dieta de tal forma que o objetivo dificilmente é alcançado. Portanto, emagrecer é complexo.

Você anda escorregando na dieta? Foi a um evento e não conseguiu resistir àquele buffet maravilhoso? Comprou aquela comida deliciosa que você não consegue ficar sem? E agora o que fazer?

Primeiramente, pare, pense e avalie, você realmente quer emagrecer? Qual a importância disso na sua vida? Que sentido tem para você estar magro (a) nesse momento?

Descobriu que sim, é isso que você quer, ótimo, próximo passo é tentar entender o que aconteceu nesses momentos em que você deu aquela escorregada.

Basicamente, o que te levou a esquecer da dieta, dos seus objetivos, do sentido que estava dando na sua vida, o que te fez abandonar tudo isso por um prazer momentâneo que logo depois traria sentimentos de culpa ou desconforto?

Procure entender se foi o contexto no qual você estava inserido, se foi um dia mais difícil para você, se você não tinha se planejado o suficiente e levado um lanche para ajudar; enfim, as escorregadas nunca são aleatórias, sempre existe um “gatilho” que impulsiona ao ato.

O importante é você descobrir qual é o seu “gatilho” e a partir disso, vem o terceiro passo; estratégias de autocontrole. Sabendo o que te impulsiona, programe o seu dia, encontre formas de relaxar e lidar com os problemas que te incomodam, procure uma ajuda de um profissional se for preciso, mas invista em solucionar aquilo que te faz mal a ponto de se esquecer de si mesmo.

Outro passo importante, aprenda com o erro, responsabilize-se pelo ocorrido e corra atrás do prejuízo. Ficar se culpando ou martirizando só piora a sensação de desconforto. Então assuma que escorregou sim, porque quis, porque foi difícil resistir e retome as rédeas da sua vida e das suas escolhas.

Só você consegue mudar aquilo que não está bom. Comece por se conhecer, saber o que quer e onde quer chegar e termine por se motivar por cada degrau da escada que se sobe. Cada um é uma vitória, vá devagar, com persistência, assim a chegada ao topo vai ser de forma natural e definitiva.

Iana Pechir

Psicóloga Clinlife

CRP: 04/35355

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *