Atividade física na gestação

 

 

A gestação é uma fase da vida da mulher em que ocorrem muitas alterações físicas, hormonais e emocionais. Junto com tudo isso aparecem várias dúvidas e por isso é uma fase de constante contato médico e até mesmo com outros profissionais.

Dentre as dúvidas que surgem neste período está a prática de atividade física. As mulheres que já praticam querem saber se podem continuar com as mesmas atividades e as que não fazem exercício muitas vezes querem saber se podem começar durante a gestação.

O exercício físico é importante sim, mas a primeira coisa que tem que ficar claro é que precisa da avaliação e liberação médica em todos os casos, pois alguns pontos tem que ser levados em consideração.

Fique atenta e converse com seu médico antes de iniciar qualquer atividade principalmente se você:

 – Já teve alguma ameaça de aborto espontâneo

 – Apresenta pressão alta,

 – Sabe que vai ter mais de um bebê

 – Já teve parto prematuro

 – Sabe que a placenta está baixa

 – Já teve sangramento forte

 – Já teve ou tem problemas nas articulações do quadril o

 – Tem alguma doença pré-existente.

Quando a mulher está liberada para fazer exercícios, estes causarão vários benefícios para o corpo. Os exercícios promovem o tônus muscular, força e resistência, o que ajudará seu corpo a carregar o peso extra da gravidez, preparará você para o esforço do parto e ainda colaborará para que seu corpo volte à forma depois que o bebê nascer.

A atividade física na gestação também ajuda a diminuir alguns desconfortos, tais como inchaço, fadiga, lombalgia e prisão de ventre, além de ajudar a manter seu humor, autoestima e sono estáveis.  

 Se você tinha um ótimo condicionamento físico antes da gravidez, é até possível que possa continuar com as mesmas atividades. Mas converse com o seu médico antes de fazer exercícios de alto impacto e musculação.

Para as sedentárias, dê preferência a atividades de baixo impacto, como por exemplo, natação ou caminhada, e comece aos poucos. Só aumente o ritmo da atividade com a liberação do seu professor.

Além da caminhada outros exercícios podem ser bons e seguros durante este período tais como ioga, pilates e a hidroginástica.

De modo geral, não se exercite até chegar ao limite da exaustão. Escute os sinais do seu próprio corpo. Uma boa regra é baixar o ritmo quando não conseguir mais conversar com alguém enquanto estiver se exercitando.

Em todos os casos, mesmo naqueles em que a gravidez está tendo uma ótima evolução, tenha o acompanhamento de um profissional de educação física que seja de preferência especializado em exercícios para gestante pois ele poderá te instruir de forma correta e lhe dar todo o suporte durante a prática da atividade.

Luisa Sabino

 Educadora Física Clinlife

 CREF:020076-G/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *