Bulimia – como identificar e tratar

 

A bulimia é um distúrbio alimentar em qual a pessoa oscila entre a ingestão exagerada de alimentos e o medo de ganhar peso. A indução do vômito e o uso de laxantes administrados logo após a ingestão do alimento é um indicativo marcante do distúrbio, isso acontece na intenção de evitar o ganho de peso.

As vezes o sentimento de culpa por ter praticado o vômito vem em seguida e como compensação, a pessoa tenta fazer a próxima refeição mais saudável possível, mas como o distúrbio é caracterizado por um ciclo de punição e recompensa a pessoa volta a praticar a compulsão alimentar em busca de alivio para a ansiedade.

A  recorrente prática do vômito traz prejuízos graves a ssúde, como: lesões permanentes no esôfago, constipação, desidratação, cáries, hemorroidas, pancreatite e inflamação na garganta.

Não se sabe as reais causas que levam à bulimia mas se sabe que o forte poder da mídia em  cultuar corpos com silhuetas cada vez mais magras aparece como desencadeador deste tipo de distúrbio, mas fatores genéticos, psicológicos, familiares e cultuais também são apontados como causa para o desenvolvimento deste transtorno.

A deficiência de serotonina, um neurotransmissor que está diretamente relacionado à sensação de prazer também segue na lista, pois quadros de depressão e insatisfação constante com a imagem no espelho estão presentes.

A bulimia afeta muito mais mulheres do que homens e a mulheres mais jovens e principalmente as adolescentes são as mais acometidas por este distúrbio.

Alguns fatores são indicativos de transtornos alimentares em especial a bulimia, a atenção a esses indicativos pode evitar ou trazer diagnóstico precoce facilitando assim o tratamento.

O acompanhamento deve ser contínuo principalmente com terapia pois a bulimia apresenta características de cunho comportamental, a nutrição e a parte médica também dão bons resultados no tratamento e controle desse distúrbio alimentar que merece atenção e cuidado.

Por Jaqueline dos Anjos de Abreu – Nutricionista Clinlife

CRN: 4632

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *