Conhecendo um pouco mais sobre abdominais

Existem muitos textos que falam sobre vários tipos de abdominais e prometem milagres com esses exercícios. Eles são prescritos de diversas maneiras: abdominal reto, inverso, oblíquo, pranchado, com bola suíça, em máquinas, com polias, entre outros. Mas qual é o mais eficaz? Qual é o mais eficiente? Todos os abdominais são bons para mim? Existe um ‘top 10’ dos melhores abdominais para ter uma ‘barriguinha’ definida?

Para esclarecer essas e outras dúvidas, segue algumas dicas para você entender um pouco mais sobre o assunto:

1º – Muitas pessoas pensam que somente a prática de abdominal é suficiente para retirar gordura na região central do tronco. Mito! Na verdade não é! O abdominal vai ajudar a modelar o seu abdômen, mas somente ele, não será eficaz na retirada da gordura abdominal.

2º – A prática de alguns abdominais pode ser prejudicial em alguns casos. Diversas pessoas possuem desequilíbrios das musculaturas do corpo e isso pode ser um fator relevante na prática de alguns abdominais. Por exemplo: se uma pessoa fizer um tipo de abdominal querendo acionar o reto do abdômen e ativar muito um músculo chamado Iliopsoas, esse indivíduo está propício a desenvolver uma dor de coluna.

3º – Alguns abdominais podem ser prejudiciais para casos de desvios posturais ou patologias. Um desvio postural muitas vezes, se desenvolve através de um músculo muito ‘rígido’, encurtado, e ou muito forte. Sendo assim, se você fizer um abdominal para esse músculo com essas características, pode intensificar seu desvio postural. Determinadas patologias também, conseguem afetar a prática desse exercício. É o caso de pessoas que possuem movimento das vértebras da coluna ‘em bloco’. Esse aspecto pode prejudicar a execução de alguns abdominais.

4º – Outro grande erro na prática de abdominais é a pessoa achar que, quanto mais abdominais fizer, melhor. Os músculos abdominais são como outro músculo do corpo. Para modela-lo é preciso eficiência em poucas repetições.

Não é apenas nos exercícios abdominais que você vai modelar seu abdômen. Alguns agachamentos ou outros exercícios que você execute, mantendo a estabilização dessa parte do corpo, poderá ativar a musculatura do mesmo. Um exemplo disso é que, alguns fisiculturistas não fazem abdominais e conseguem ter essa região muito bem definida.

A maioria dos exercícios abdominais, quando bem realizados ou bem prescritos para a pessoa executante, é eficaz. Essa eficiência se dá quando você consegue ‘isolar’ ao máximo a região abdominal, que tem como objetivo exercitar. A prescrição correta deve ser feita de acordo com a sua necessidade e seu perfil. Procure sempre orientações de um profissional de educação física para a prática correta desse exercício.

Richardson Siqueira

Profissional de Educação Física

Clinlife

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *