Desordem no organismo

O comer errado leva a uma desorganização de todo o organismo. “O impulso de comer leva a pessoa comer do jeito que engorda. Aí, então, ela não forma saliva e secreções digestivas suficientes. Todo o aparelho digestivo passa a funcionar errado”.

Estimular e amadurecer o paladar são uma boa estratégia para controle dos episódios compulsivos que pode estar acostumado e mesmo “dependente” de certos tipos de alimentos.

“Estudos comprovam que alimentos calóricos têm um poder muito forte no cérebro, similar ao das drogas, o que favorece o vício e um comportamento obsessivo.

Uma pessoa que bombardeia seu corpo durante muito tempo com comidas calóricas gera um condicionamento dos neurotransmissores. Aí, ela perde a noção do que é a fome”.

Identificar seus momentos de ansiedade  é outra estratégia para quem deseja eliminar o excesso de peso e ter uma vida mais saudável.

Ir à geladeira sem  saber por que, Acaba fazendo com que você coma mais do que necessita.

A  pessoa que come por  fome biológica, que é controlada pelo hipotálamo,  vai ser magra. O problema é quando o sistema límbico entra em ação na formação das emoções, que desde cedo são atreladas à alimentação.

As pessoas aprendem a relacionar a comida como algo de bom que ela está se dando, um presente.

As emoções devem ser trabalhadas como emoções e não descontadas na alimentação, que tem outra função biológica. E o problema aparece quando isto passa a ser um hábito.

Lembra do copo de água com açúcar para acalmar ou do delicioso bolo da vovó? O doce passa a ser visto como algo que acalma, reconforta e é a ele que você vai recorrer quando estiver mal. Ou vai comer tanto bolo na busca daquela sensação boa que você tinha quando era criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *