DIARREIA E ALIMENTAÇÃO

Alguma comida que não tenha caído bem, o efeito colateral de certo remédio ou até um vírus pode causar diarreia. Nessas situações mais comuns, em que o problema não é consequência de doenças graves, geralmente é suficiente retirar determinados alimentos do cardápio e caprichar na ingestão de líquidos. Com a diarreia, há sempre o risco de a pessoa se desidratar, já que perde muita água na evacuação.

Para prevenir esse problema, o gastroenterologista Fernando Seefelder Flaquer, de São Paulo, recomenda beber entre três e quatros litros de líquidos por dia. Isto é, praticamente o dobro do que normalmente se sugere a uma pessoa saudável. A recomendação faz parte do que ele chama de “repouso alimentar”: um cardápio à base de líquidos que, além da água, inclua chás, sucos naturais e água de coco. “Bebidas como os sucos contêm também o açúcar natural da fruta, que é de absorção imediata e ainda confere energia rapidamente, sendo essencial para um organismo debilitado pela diarreia”, diz.

Para não sobrecarregar o intestino, que fica inflamado nessas situações, a comida sólida deve começar a ser ingerida de novo somente quando a pessoa se sentir melhor e seu apetite voltar – o que, segundo Flaquer, costuma ocorrer dentro de 24 horas. “A diarreia em si leva dois dias para passar. Se demorar mais do que isso o melhor a fazer é procurar um médico”, sugere o médico.

Ele ressalta, porém, que todas essas medidas são destinadas ao tratamento de adultos. Por ser mais frágil, a criança com diarréia inspira maiores cuidados e merece um acompanhamento bem próximo do médico.

SEM LEITE NO CARDÁPIO

No período em que os sintomas se manifestam, o gastroenterologista recomenda também suspender o consumo de leite e derivados. Isso porque, como ele explica, com o intestino inflamado a digestão desses alimentos fica prejudicada e a pessoa pode até mesmo desenvolver uma dificuldade duradoura nesse ponto, que estenda por meses.

Quando a saúde voltar ao normal, no entanto, uma ótima ideia para auxiliar no bom funcionamento do intestino é a ingestão de bebidas lácteas fermentadas, que contêm probióticos – as bactérias boas para o organismo. “Os probióticos não reduzem a incidência dos casos de diarreia, mas depois ajudam na reposição de parte das bactérias que se perderam com o problema”, explica o médico.

A substância ajuda ainda na regulação da flora intestinal, na melhor absorção dos nutrientes de cada alimento e no fortalecimento do sistema imunológico.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *