Exercícios Neuróbicos

Não é fato raro que pessoas de qualquer idade e condição social esqueçam nomes, números, compromissos, locais onde determinados objetos foram guardados, datas de aniversário, ou mesmo que já contaram aquela história para a mesma pessoa várias vezes.

Entretanto, a partir da meia idade, ou ás vezes, até um pouco antes, esses pequenos esquecimentos costumam ser freqüentes e não associados, simplesmente, às atribuições cotidianas. O que acaba gerado grande preocupação, pois as pessoas ficam se questionando entre o que é normal e o que esbarra no adoecimento. Porque o cérebro também vai perdendo sua capacidade produtiva ao longo dos anos e, se não for estimulado pode começar a falhar. Mas para responder a este questionamento do que é do processo normal de envelhecimento e do que é patológico, vários aspectos precisam ser considerados e avaliados como a conseqüência desses esquecimentos na rotina da pessoa.  

Mas indiferente de qualquer coisa, uma coisa é fato: Se o nosso corpo necessita de malhação para ficar sempre em ordem e cheio de disposição, a nossa mente não é diferente.

Mas qual seria esta forma de estimular o cérebro?

O cérebro pode ser estimulado através de atividades que oportunizem possibilidades que o mesmo não realize as tarefas no automático favorecendo a formação constante de novas conexões sináptica.

A estas atividades que possibilitam um exercício da mente dá-se o nome de atividade neuroaeróbica. É comum realizar algumas atividades que já estamos habituados de forma automática e aí não prestamos atenção naquilo que estamos fazemos e por isso costumamos esquecer das ações que executamos pouco tempo depois.

O objetivo da neuróbica é estimular os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e então, melhore seu poder de concentração e a sua memória. Não é necessário aumentar as sua atividades do cotidiano basta realizá-las de forma diferente. A neuróbica consiste na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nosso dia a dia. A intenção  é executar de forma consciente as ações que levam à reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com o vizinho que nunca dá bom dia, mas que mexem com aspectos físicos, emocionais e mentais do nosso corpo. Exercícios como esses ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável”,

O programa de exercícios da neuróbica oferece ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos – visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos “sentidos” de cunho emocional e social.

A neuróbica não vai lhe devolver o cérebro dos vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o seu arquivo de memórias. “Não dá para aumentar nossa capacidade cerebral, o que acontece é que com os exercícios você consegue ativar áreas do seu cérebro que deixou de usar por falta de treino”.

Dicas que ajudam a nos tirar dos padrões de pensamento de sempre, que nos levam ao piloto automático.


 Use o relógio de pulso no braço direito

 Ande pela casa de trás para frente

 Vista-se de olhos fechados

 Veja as horas num espelho

 Troque o mouse do computador de lado

 Escove os dentes utilizando as duas mãos

Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual

Introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro

Faça alguma atividade diferente com seu outro lado do corpo e estimule o seu cérebro. Se você é destro, que tal escrever com a outra mão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *