Gastrite – Como a alimentação pode ajudar no tratamento

A gastrite é uma inflamação que ocorre no revestimento do estômago, um dos órgãos responsáveis pela digestão. A produção anormal do suco ácido do estômago em contato com as células da mucosa gástrica pode levar a uma irritação local e desencadear a gastrite. As causas podem ser diversas, reações pelo uso contínuo de alguns medicamentos, má alimentação, tabaco, alcoolismo, colonização por bactéria (Helicobacter pylori) e até por stress.

Durante o tratamento da gastrite e até mesmo como forma de prevenção é muito importante tomar alguns cuidados com relação à alimentação, como evitar dar intervalos muito grandes entre as refeições, pois quando o alimento está no estômago ele funciona como uma barreira física entre o ácido clorídrico produzido pelo estômago e sua mucosa. O ideal é comer de 3 em 3 horas.

Para as pessoas que já tem o diagnóstico, fracionar a alimentação em volumes menores, fazer refeições mais leves, mastigar bem os alimentos em temperaturas não muito elevadas, facilitará a digestão diminuindo os sintomas.

Como forma de prevenção e tratamento alguns alimentos devem ser evitados como produtos gordurosos, queijos amarelos, carnes gordas, alimentos muito processados.

Os embutidos como carne de hambúrguer, presunto, peito de peru, salaminho, entre outros, são muito condimentados e isso facilita a irritação da mucosa gástrica.

Refrigerantes, água gasosa e frutas cítricas também podem gerar desconforto para aqueles que sofrem da doença.

Evite  sempre frituras, bebidas alcoólicas, cigarro e tenha uma alimentação equilibrada, assim você ficará imune a gastrite.

 

Ludimila Oliveira

Nutricionista Clinlife

CRN 13325

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *