Higienização das Mãos

As infecções relacionadas à assistência à saúde continuam a ser um grave problema de saúde pública no país, aumentando a morbidade e a mortalidade entre os pacientes, além de elevar os custos hospitalares.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a higienização das mãos é considerada uma medida individual essencial, de maior impacto e comprovadamente eficaz  na prevenção das infecções, por reduzir drasticamente as contaminações por microrganismos e, conseqüentemente, o risco para  paciente e todos os profissionais que trabalham em serviço de saúde, que mantém contato direto ou indireto com o paciente, que atuam na manipulação dos medicamentos, alimentos e material estéril ou contaminado.

Estudos mostram que uma maior adesão às práticas de higienização das mãos está associada a uma redução nas taxas das infecções em serviços de saúde.

Atualmente, essa prática deixou de se limitar aos ambientes que prestam cuidados à saúde e se estendeu para comércios, residências e ambientes em geral.

Mas por que realizar essa prática?! A pele é um reservatório de vários microorganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, assim as mãos são a principal via de transmissão desses microorganismos.

Ao realizar a Higienização das Mãos, é possível remover sujidades, suor, células descamativas e microbiotas da pele prevenindo infecções por rotavírus e doenças tais como gastroenterites, gripes, conjuntivite entre outras. Como é inevitável “conviver’’ com esses riscos, criar o hábito de higienizar as mãos é muito importante.

Ah! E a higienização das mãos tem até data comemorativa! De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o dia 05 de Maio é o dia mundial de Higiene das Mãos.

Vamos iniciar essa prática, desde já, e ser destaques nas comemorações!!!!

Referências:

http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/paciente_hig_maos.pdf

http://ccih.med.br/higiene-das-maos-no-controle-das-infeccoes-relacionadas-a-assintencia-a-saude-x-adesao-a-pratica-de-higienizacao-das-maos-por-profissionais-de-saude-em-um-hospital/

Ana Paula R. Arruda
Enfermeira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *