Lombalgia

A lombalgia é uma das alterações musculares mais comuns na sociedade, sendo uma das causas mais freqüentes de incapacidade funcional.

Entre 80 a 90 % da população adulta sofre ou já sofreu com dores lombares durante a vida. Essas dores acontecem, principalmente, devido a alterações na função das articulações da coluna ou nos discos intervertebrais. Essas alterações podem ocorrer devido a doenças ou a esforços excessivos sobre a coluna, como por exemplo, carregar peso, ou decorrente de algum movimento brusco de torção da coluna vertebral.

A lombalgia pode ser causada também por processos inflamatórios degenerativos provocados por alterações mecânicas da coluna vertebral (posturas defeituosas, escoliose), má formação e sobrecarga da musculatura lombar gerada pelo sobrepeso.

O sobrepeso tem aumentado muito nos últimos tempos tanto em países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Assim, torna-se um grave problema de saúde pública, uma vez que são muitas as conseqüências negativas da obesidade para a saúde.

A lombalgia é uma característica geralmente associada ao sobrepeso. Entretanto, neste caso, as evidências científicas são insuficientes ou conflitantes para afirmar esse fato. O indivíduo com excessiva gordura abdominal, por um longo período de tempo, pode correr o risco de desenvolver lombalgia devido à mudança do centro de gravidade do corpo. O peso excessivo pode “forçar” de forma indevida a coluna causando dores.

A redução do peso e o fortalecimento das musculaturas que envolvem a coluna vertebral são atitudes importantes, que quem tem sobrepeso e sente dores na coluna, deve adotar. As atividades físicas aeróbicas de baixo impacto, como natação e hidroginástica são excelentes opções para ajudar na redução do peso, e por serem atividades em água, ajudam a reduzir o impacto causado pelo excesso de peso sobre as articulações.

A ginástica funcional e o pilates fortalecem as musculaturas adjacentes à coluna reduzindo a dor e melhorando a postura no dia a dia.

Mas fique atento! Nos casos de dores pré-existentes é importante consultar um médico ortopedista antes de iniciar a prática de qualquer tipo de atividade física, dessa forma, você previne que ocorram lesões ou que as lesões que já existem piorem.

FONTE: Relação entre lombalgia e sobrepeso em praticantes de atividade física.João Victor Silva de Azevedo, José Ricardo lima e Silva, Daniel C.L Ribeiro. ConScientiae Saúde, 2008: 7(4): 471-475 (ADAPTADO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *