Medos

Atualmente, em situações de crise, ouvimos as pessoas reclamarem medos, incertezas e inseguranças.

O medo é importante, ele serve para nos proteger de algumas situações que poderiam colocar nossa vida em risco. Mas precisamos avaliar se ao invés de te proteger, que seria a função principal do medo, ele não está te bloqueando, impedindo novas realizações.

Devemos tomar cuidado com esse sentimento, pois ele pode tornar-se algo que nos limita. Sentir medo é algo absolutamente comum, porém você deve ser ponderado e saber quando esse sentimento está atrapalhando sua vida.

Sabemos que as incertezas da vida geram medos, mexem com nossa estrutura e o que até então tínhamos como certeza, vira incerteza de uma hora para outra.

Porém ao falarmos de algo tão importante como a vida, quais certezas temos?

Não temos certeza se amanheceremos vivos ou não, mesmo assim nos preparamos para descansar e acordar no dia seguinte. Não temos certeza se chegaremos ao trabalho, mas todos os dias nos arrumamos e vamos trabalhar.

Não saberemos se fará chuva ou sol, se pegaremos engarrafamentos ou não, enfim…Mesmo assim fazemos tudo isso acreditando que dará certo!

O ponto central é que enquanto houver vida, ainda há vida para ser vivida e precisamos acreditar e agir positivamente. E uma crise é só um momento que será sucedido por outro.

Mudar certas coisas em nossas vidas pode ser ruim e doloroso no momento, contudo, depois, o vazio dá lugar a uma nova construção. Reinvente-se, aja sempre a seu favor. Como diz Freud “ A angústia que nos move…”

Então vamos aproveitar os momentos de crise, de angústia para sairmos do lugar, para movermos em direção a estratégias e conquistas melhores, afinal do caos nascem às estrelas!

Cristiane Froes

Psicóloga Clinlife

CRP:35.330

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *