Nomeando sentimentos!

O autoconhecimento é o conhecimento que o indivíduo tem de si; vai muito além do simples fato de se olhar no espelho todos os dias e saber exatamente como você é externamente. É um olhar para dentro de si mesmo!

Será que realmente nos conhecemos? Sabemos quais são nossos sonhos, nossos medos, nossos desejos?

Ou será que nossos desejos se misturaram com desejos dos outros e nem mais sabemos o que realmente queremos?

Muitas vezes, sabemos reconhecer roupas, sapatos, bolsas que gostamos, mas não sabemos reconhecer dores que sentimos.

É essencial e necessário reconhecer e aceitar nossos medos, dificuldades, inseguranças.

À medida que sabemos mais a nosso respeito, mais fácil fica superar as dificuldades.

Quanto maior for nosso conhecimento acerca de nós, maior será o controle que teremos sobre nossas emoções e ações. E mais fácil será nomear nossos sentimentos.

Prestar atenção no sentimento, nas emoções e fazer o exercício de nomeá-los é importantíssimo para vida de qualquer pessoa, bem como, saber expressá-los.

 As pessoas não nascem com os sentimentos, nascem com uma predisposição, um potencial para desenvolvê-los e tomar consciência deles.

Ao longo da vida, podemos perder essa capacidade de tomada de consciência dos sentimentos à medida que cada vez menos entramos em contato com nosso mundo interno.

Vivemos em uma eterna busca externa, mas precisamos na verdade é de refazer nossa busca por nós mesmos. Descobrir onde nos perdemos, em qual momento nos deixamos de lado e fazer o caminho do recomeço.

Recomeçar exatamente do lugar onde nos esquecemos.

Como diz Carl Jung: “Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta!”

Cristiane Froes

Psicóloga Clinlife

CRP: 35.330

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *