Por que eu só digo SIM?

Vivemos em um mundo, no qual dizer Sim, se tornou quase uma lei. As pessoas se esqueceram de suas próprias vontades, opiniões, e até limites para agradar ao outro.

A família, o namorado, o marido, o amigo, o vizinho estão sempre vindo em primeiro lugar, e o ser – humano mais importante da sua vida; você mesmo, está em último no ranking, as vezes nem aparece.

O senso comum nos prega que pensar em nós é egoísmo, prepotência ou arrogância. Será mesmo?

Pensar em nós em primeiro lugar é a essência da vida, é o que nos cura de stress, ansiedade, tristezas e acúmulo de tarefas, causadas pelo excesso do Sim.

Como podemos ajudar aos outros se nós mesmos não estamos bem?

Vamos cuidar da nossa casa para depois irmos visitar a de nossos entes queridos.

Para começar este desafio de dizer não, vamos começar com um simples exercício;

Escolha um dia da semana para dizer não, para fatos que realmente você não queria fazer. Após esta dura lição, consequentemente vamos tendo mais segurança e firmeza em nossas decisões.

Boa sorte!

Adrielle Ferreira

Psicóloga Clinlife

CRP: 04/38423.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *