Por que é tão difícil manter a dieta no jantar?

Fazer dieta ou comer menos até as 16h é fácil. Café da manhã balanceado, só grelhado e saladinha no almoço e uma fruta no meio da tarde. Tudo indo bem. Mas a coisa fica feia no final do dia, o mau humor aparece e dá vontade de atacar qualquer bolachinha que alguém ofereça. E ai vem todo aquele discurso que damos a nós mesmos, como nos convencer que essa privação nem vale a pena, ou que depois recomeçamos o regime e por ai vai.

A verdade é que o metabolismo baixa de noite, pois o corpo gasta menos energia quando diminuímos nossas atividades e também quando dormimos. Então, o jantar deve ser uma refeição leve, que facilite o trabalho do estômago já que ele cobra por adicional noturno e pode mandar uma conta bem salgada lá pelos 60 anos.

Muitas pessoas que somente controlam o que comem à noite acabam emagrecendo sem perceber. Mas, para ter menos fome no jantar, devemos caprichar bastante no café da manhã, pois se nenhum carro anda sem combustível, porque nosso corpo funcionaria bem sem alimento logo que acorda?

O almoço deve ser bom, variado e colorido. Um chocolatinho de sobremesa? Tudo bem, mas bem pequenininho. Doce após o almoço é “menos pior” do que de tardezinha ou antes de dormir. A única obrigação que temos com nosso corpo é deixá-lo funcionando bem.

Fonte: www.cristinamennabarreto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *