Pra que, porque e o que comer: ESCOLHAS ALIMENTARES

 

 Atualmente as preocupações acerca das escolhas alimentares vêm se tornando um dos efeitos adversos para a saúde, pois é através dela que somos não somente o que comemos, mas também como comemos e por que comemos

Sendo considerado um processo complexo que envolve o meio-ambiente, a história individual e a personalidade de cada individuo refletida em valores pessoais. Faz com que o homem crie uma expectativa em relação à alimentação como supressor de suas emoções e sentimentos.

O ato da escolha alimentar, como qualquer outro comportamento humano, é influenciado por muitos fatores que estão inter-relacionados, mas o que nos leva a comer é logicamente a fome e a saciedade.

Agora a escolha do que comemos não é apenas determinado por necessidades fisiológicas e nutricionais, o comportamento alimentar de um indivíduo corresponde além dos chamados hábitos alimentares como também a todas as práticas emocionais à escolha do alimento determinada por três fatores:

O cognitivo que se refere àquilo que o indivíduo sabe sobre os alimentos e a sua necessidade podendo influenciar em maior ou menor grau no seu comportamento alimentar.

O afetivo que aponta às atitudes frente aos alimentos e às práticas alimentares, que muitas vezes podem não ser positivas dependendo do estado emocional/ psíquico.

E o situacional que são os fatores socioeconômicos que interferem sobre a alimentação, isto é, as normas sociais e os padrões culturais.

Consciente de que o ser humano é altamente adaptável e estamos sempre pronto para constantes modificações, precisamos então nos permitir, querer mudar e experimentar novas escolhas com sabores e prazeres valorizando mais as necessidades fisiológicas do nosso corpo.

 

Pois se depender do nosso paladar, podemos aprender a gostar dos alimentos modificando a preparação e experimentando várias vezes, pois o nosso paladar não é estático. O que precisamos é nos acostumar com novos padrões e liberar nossa mente para novas aceitações.

Mas para se ter uma escolha alimentar correta é necessária que haja mudança no comportamento individual atual, que está além da percepção da necessidade de alterar os hábitos alimentares. Pois ficar acreditando que a alimentação que pratica já está adequada e equilibrada só confirma que não percepcionamos as nossas escolhas como fundamentais para termos uma qualidade de vida saudável.

O que comemos não pode ser baseado apenas nas nossas preferências e desejos, mas também pelas circunstâncias que são essencial a nossa saúde e a nossa vida.

Alcimara Macieira

Nutricionista – Clinlife

CRN9 – 4284

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *