Temperos funcionais!

O uso de temperos tem grande contribuição para os sabores e aromas da culinária.

Na escolha dos temperos é necessário cuidado, pois produtos industrializados como: massa de tomate, caldos em tabletes ou em pó, realçadores de sabor, etc., muitas vezes trazem no rótulo informações como: “tempero natural”, “ingredientes naturais”; mas na verdade, contém gorduras trans, corantes, aromatizantes artificiais e outras substâncias que atrasam a digestão e provocam irritação gástrica e intestinal.

Atualmente, com a gama de produtos disponíveis para fornecer e realçar o sabor dos alimentos tem-se reduzido o consumo de temperos naturais, os quais possuem enorme impacto positivo na saúde das pessoas. Em substituição aos produtos industrializados, são bem vindos os temperos que a natureza nos oferta, e que, além de sabores diferenciados, contém substâncias saudáveis como: óleos essenciais, antioxidantes e constituintes funcionais. Seguem alguns exemplos:

Alecrim: o Rosmarinus officinalis é um arbusto perene, nativo da região do Mediterrâneo e pode atingir até 1,5 metro de altura. Esta erva possui ação carminativa (redução dos gases), digestiva, absortiva e antiespamódica. Pode ser utilizada por meio de chás antes das refeições, com o objetivo de melhorar o processo de digestão ou em preparações que contenham carne, em substituição ao sal.

Orégano: o Origanum vulgare é uma erva perene na forma de arbusto e nativa das regiões Euro-siberiana. Estudos têm mostrado que espécies de Origanum possuem propriedades antimicrobianas, antifúngicas e antioxidantes. O orégano apresenta excelente ação bactericida contra, por exemplo, Klebsiella, Clostridium, E. coli, Helycobacter pylori, bactérias encontradas no quadro de Disbiose Intestinal. Pode ser consumido juntamente ao azeite de oliva ou em preparações com carne ou legumes.

Açafrão: a Curcuma longa é uma raiz fonte de curcumina, um poderoso antioxidante, anti-inflamatório e anticarcinogênico. Diversos estudos apontam para os efeitos quimiopreventivo, antitumoral, atividades radiosensibilizante e quimio sensibilizante, contra vários tipos de cânceres agressivos e recorrentes. Pode ser utilizado como corante no arroz e também no famoso frango ao molho de açafrão.

Pimenta: pertence às plantas do gênero Capsicum e nelas há um fitoquímico chamado Capsaicina, responsável por garantir o sabor ardido do alimento. A capsaicina possui propriedades antioxidantes, anticarcinogênicas e antimutagênicas. Pode ser consumida na forma de molhos ou até mesmo em forma de geléias.

Canela: a Cinnamomi cassiae possui compostos com propriedades de potencializar a ação da insulina e podem estar envolvidos no alívio dos sinais e sintomas de diabetes e resistência à insulina. Consumida com frutas e também na forma de chá.

Gengibre: Contém cálcio, fósforo, ferro e niacina. É eficaz na prevenção da náusea e aumento do apetite de pessoas inapetentes uma vez que estimula a salivação. Atua na digestão, na flatulência (gases) e como relaxante em cólicas. Também reduz a formação de coágulos sanguíneos melhorando a circulação e evitando doenças cardiovasculares; combate tosse, gripe, resfriados, bronquite, reumatismos e artrites.

Semente de Gergelim: contêm vitaminas A, E, B1, B2, niacina, cálcio, fósforo, ferro, fibras e óleos essenciais: ômega-3 e ômega-6, removendo gorduras saturadas sanguíneas (protetor cárdio-circulatório). Age contra radicais livres prevenindo o envelhecimento; é rico em fitoestrógeno, protetor contra o câncer, doenças cardiovasculares e osteoporose. Apresenta ação energética (medicina chinesa) sobre o pulmão, baço, pâncreas, fígado e rins.

Salsinha/cebolinha verde: contêm antioxidantes, vitamina C, ferro, cálcio, ácido fólico e carotenos. Possui efeito diurético, benéfico em casos de retenção de líquidos, função renal insatisfatória e hipertensão arterial; também utilizado no tratamento da Gota. Bom também para anemia, catarata.

Hortelã ou menta: contêm cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A, C, e do complexo B. Possuem ação digestiva, tônica, anti-espasmótica e calmante. Purificam o hálito, combatem gripe, resfriados e vermes.

Alho: Rico em selênio e germânio atua como antioxidante e regulador do sistema imunológico. Também contém cálcio, fósforo, ferro, potássio e vitaminas A, B1, B2 e C. Apresenta um componente denominado Alicina que tem ação antibiótica, reduz colesterol, controla a hipertensão arterial e a glicose sanguínea e tem ação anti-cancerígena. É um alimento pro biótico, promovendo colonização da flora intestinal benéfica.

Limão: Rico em vitamina C que melhora a absorção de ferro pelo organismo, também combate radicais livres, previne o escorbuto e o envelhecimento precoce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *