Você dorme bem?

Devido à ansiedade, estresse, correrias no dia-a-dia, é comum ouvirmos as pessoas reclamarem que não dormem bem à noite.

Geralmente, ao deitarem, acabam levando os problemas ou preocupações do dia para cama e aí, adeus sono. A mente fervilha cada vez mais e o sono nada de aparecer. O resultado aparece no outro dia: mau humor, dores de cabeça, memória ruim e cansaço, muito cansaço.

Mas dormir mal pode causar outro problema: a obesidade. Isso porque durante o sono o hormônio leptina é produzido. Esse hormônio é responsável pelo controle da ingestão alimentar, atuando em células neuronais do hipotálamo no sistema nervoso central.

A ação da leptina no sistema nervoso central  promove a redução da ingestão alimentar e o aumento do gasto energético. Sendo assim, pessoas que dormem mal produzem menos quantidade desse hormônio, tendo como conseqüência a ingesta exagerada de calorias durante o dia.

Além disso, dormir mal aumenta a liberação do hormônio grelina. A grelina é conhecida como o “hormônio da fome”. Ela é produzida principalmente pelo estômago, mas também pelas células do pâncreas e pelo hipotálamo, núcleo arqueado ou pelo intestino.

Quando o estômago fica vazio, intensifica a secreção da grelina, O hormônio atua no cérebro dando a sensação de fome; quanto mais elevado for a produção, maior será a sensação de forme.

Sabemos que uma noite mal dormida pode ocasionar inúmeros problemas. Mas é importante falarmos também dos benefícios de uma boa noite de sono.

O sono está relacionado com a manutenção e conservação de energia, amadurecimento do sistema nervoso central, fortalecimento do sistema imunológico, consolidação da memória e aprendizado, secreção e liberação de hormônios (hormônio do crescimento, insulina, entre outros), função termorreguladora, alívio do estresse. Tudo isso sem falar no poder de relaxamento e descanso da musculatura!

Se você estiver tendo problemas para dormir, segue abaixo algumas dicas para melhorar a qualidade do seu sono:

  • Prefira consumir alimentos leves no jantar e, após, faça uma caminhada leve, pois ajuda a acelerar a digestão e, ao mesmo tempo, promove o relaxamento do corpo e da mente,
  • Evite consumir bebidas estimulantes como o chá preto, café ou refrigerantes,
  • Tome um banho morno (ajuda a relaxar),
  • Não durma com a TV ligada,
  • Procure acordar sempre no mesmo horário, mesmo aos finais de semana,
  • Evite fumar cerca de 2 horas antes de se deitar (o tabaco é estimulante),
  • Procure criar um ambiente relaxante, com música calma ou leia um livro (de preferência uma leitura relaxante).
  • Tenha colchões confortáveis e não leve trabalho para a cama.

Pequenas mudanças de hábitos podem te ajudar a ter uma noite de sonho melhor e, conseqüentemente, uma vida melhor!

Cristiane Froes

Psicóloga Clinlife

CRP:35.330

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *