Você sabe o que é DISPEPSIA?

Dispepsia nada mais é do que a velha conhecida má digestão, ou mais popularmente queimação. Um abuso na quantidade de alimentos, a rapidez com que se alimenta, consumo de alimentos de difícil digestão, bebidas alcoólicas, dentre outros, digamos “hábitos” aumentam as chances de sofrer desta patologia tão comum.

Mais comum do que se pensa, é difícil encontrar alguém que nunca sentiu dores abdominais, estômago pesado ou sensação de mal-estar depois de uma alimentação inadequada. Esses sintomas podem indicar problemas na digestão dos alimentos ou maus hábitos alimentares. O melhor hábito e meio de prevenção desta e das demais patologias é a alimentação adequada, evitando os excessos, dando atenção a mastigação e moderando no consumo de bebidas alcoólicas.

Digamos que a digestão nada mais é do que transformar partículas grandes em pequenas, este processo começa na boca e termina no intestino, tem o envolvimento da saliva, suco gástrico, bile e enzimas. Ao digerir alimentos, o organismo está recebendo nutrientes essenciais para seu bom funcionamento, se a digestão não ocorre de maneira adequada, o fornecimento destes nutrientes fica alterado, conseqüentemente o alimento se degenera e se transforma em gases, ácidos e outras substâncias venenosas que prejudicam a saúde.

O indivíduo com hábitos saudáveis como: a prática de atividade física regular, alimentação equilibrada, peso adequado, não fumar e não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, na maioria das vezes não apresenta sintomas de dispepsia. Portanto se esses hábitos forem realizados opostamente, assim como alguém acima do peso, sedentário, fumante, e que além de tudo isso ainda se alimenta mal, é um candidato em potencial de sofrer de crises de má digestão. Não se pode deixar de incluir na lista de possíveis causas, o estresse do dia-a-dia, este por sua vez além de deixar o metabolismo “atordoado” a digestão fica complicada.

Ou seja, a correria cotidiana, gera um ciclo vicioso, corre-corre, se estressa, fica sem tempo para se alimentar de maneira saudável e calma, assim como nem pensa para mastigar, desencadeando em uma digestão difícil, o que interfere no rendimento no trabalho e também afeta o humor. Os sintomas mais freqüentes são: náusea, saciedade precoce, vômitos e pirose. A alimentação deve primar por alimentos bem cozidos, com pouca gordura, em pequenas quantidades e levemente condimentados. Claro que se deve primordialmente se alimentar tranquilamente e em local agradável, e não dispensar uma boa mastigação. Veja as dicas:

PREFIRA: leite e iogurte desnatado, pão integral, frutas e sucos naturais, carnes brancas e magras, hortaliças cozidas, bastante água.

EVITE: leite e iogurte integral, queijos amarelos, frituras, biscoitos recheados, carnes vermelhase vísceras com excesso de molho, pimentas e café em excesso.

Fonte: Temperus Gastronômico

http://www.temperus.com.br/colunistas/reader.php?id=2057&key=Colunistas

51 Comentários


  1. Someone Sometimes with visits your blog regularly and recommended it in my experience to read too. The writing style is great and also the content is top-notch. Thanks for the insight you supply the readers!

← Anteriores Página 2 de 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *